Laboratório de Patologia Clínica



   Patologia Clínica Veterinária, ora também chamada Medicina Veterinária Laboratorial, é a subespecialidade da patologia que trata da execução ( com o uso dos métodos laboratoriais como :química clínica, microbiologia, hematologia, bioquímica sérica)  e interpretação dos exames de laboratório clínico para diagnóstico e tratamento de doença .

   O Patologista clínico é o profissional melhor qualificado para realizar o exame de laboratório.  A sua formação, depois de concluído o curso de medicina veterinária, está focada durante o curso de especialização, na realização, uso e interpretação dos testes de laboratório para diagnóstico e tratamento das doenças.

   Os principais motivos empregados para que haja a realização de exames laboratorias são: A detecção de um estado patológico não identificado, definição, classificação ou confirmação de possíveis patologias, eliminação de causas e avaliações de estado patológico decorrentes da progressão da doença ou terapêutica utilizada.

   A realização de um exame físico completo e a obtenção prévia do histórico completo do animal são procedimentos importantes para o clínico selecionar os principais métodos diagnósticos que irão confirmar ou descartar possíveis patologias.

   Na rotina clínica, os principais exames envolvem fluidos corpóreos (sangue, soro, plasma, urina, fezes e fluidos em geral) sendo classificados em três categorias :

   Testes Hematológicos clínicos: (amostras de sangue total): Hemograma Completo (contagem total de eritrócitos, leucócitos, plaquetas e contagem diferencial de leucócitos), Coagulograma (avaliação da coagulação sanguínea).

 Testes de Bioquímica clínica: (amostras de soro, plasma, urina) destacando ALT, AST, GGT, F.A, Bilirrubina que avalia função ou lesão do Fígado; Creatinina, Uréia, Relação Proteína: Creatinina Urinária avaliando os Rins; Amilase e Lipase avaliando o Pâncreas; e demais exames bioquímicos associados a outras alterações como Glicose, Triglicerídeos, Colesterol, Proteínas Totais, Albumina, Globulinas dentre outros.

   Testes de eletrólitos: sódio, potássio, fósforo, cálcio e cloreto

   Testes de Microscopia Clínica:

- Citologia Clínica: onde avalia populações de células e suas características microscopicamente.

- Análise de sedimento urinário (exame de urina): Exame microscópico da urina para detectar a presença de células e outras estruturas.

- Parasitologia Clínica: Análise microscópica de fezes, urina, sangue ou outras amostras para detectar a presença de ovos, larvas ou outras formas de parasitas.

   Para a correta execução dos exames laboratoriais, o médico veterinário deve prestar atenção aos seguintes itens:

   Preparo do paciente: animais mantidos em jejum por, no mínimo 8 horas, antes da colheita das amostras de sangue;

   Técnica de colheita adequada;

  Frasco de colheita adequado (Hemograma: Frasco com tampa roxa contendo EDTA; Exames Bioquímicos: Frasco de tampa vermelha sem a presença do anticoagulante; Coagulograma: Frasco de tampa azul contendo Citrato de Sódio dentre outros).

  Volume adequado para análise: mínimo 3 ml (amostras com menor volume acarretam em alterações das células mascarando o resultado).

Manuseio da amostra: Identificação adequada de todas as amostras; Manutenção das amostras em temperatura adequada (2 a 8°C);

   Processamento imediato levando a resultados mais confiáveis.

   O Labovet utiliza de equipamentos automatizados para a otimização dos resultados, agilidade no tempo de entrega dos laudos, diminuição dos erros e riscos biológicos.